Capital Mundial das Pedras Preciosas, Teófilo Otoni também possui atrativos turísticos, cultural e histórico. Conheça!

Teófilo Otoni pertence à Mesorregião do Vale do Mucuri e, está localizado a 470 Km de Belo Horizonte. Segundo oO município tem na exploração e comercialização de pedras preciosas, semipreciosas e cristal de rocha, importantes fontes de recursos, constituindo-se em um dos maiores exportadores do ramo. 

Conhecida como "Capital Mundial das Pedras Preciosas", Teófilo Otoni é o maior centro lapidário do Brasil, com cerca de três mil oficinas dedicadas ao ramo. É uma região muito rica em gemas e pedras preciosas. A cidade tem atualmente cerca de 156 mil habitantes.
A região começou a ser desbravada no decorrer do século XVI, em expedições que visavam encontrar ouro e diamante. Porém, isto somente ocorreu com a “Companhia de Comércio e Navegação do Mucuri", que tinha objetivo povoar o Vale do Mucuri. Esta companhia era comandada por Theophilo Benedicto Ottoni. Foi ele que fundou o núcleo pioneiro à margem do rio Todos os Santos, tendo recebido uma considerável quantidade de imigrantes. Com o passar do tempo, o município foi considerado a "Capital Mundial das Pedras Preciosas". 
Além de se destacar no setor de exploração mineral, Teófilo Otoni também possui alguns atrativos turísticos de valor cultural e histórico, como o Prédio da CEMIG. Este local possui uma maravilhosa arquitetura que releva a história da cidade. 
O turista também poderá visitar a Praça Germânica, que foi construída em homenagem à imigração alemã na cidade. A cidade também possui muitos eventos como a Feira Internacional de Pedras Preciosas, a Festa da Descendência Alemã e o Festival de Teatro de Teófilo Otoni. 
A maioria dos teófilo-otonenses se declaram católicos, apesar de que hoje é possível encontrar na cidade dezenas de denominações protestantes diferentes, assim como a prática do budismo e do espiritismo.

Fotografias de autoria de Sérgio Mourão/Encantos de Minas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário