sábado, 14 de maio de 2016

A produção de Vinho em Minas Gerais

 A produção de vinhos do Estado de Minas Gerais está concentrada na região sul do Estado, mais especificamente nos municípios de Andradas e Caldas. (na foto acima, produção de Vinho em Andradas, Sul de Minas. Fotografia de Sérgio Mourão) Nestas localidades predomina o cultivo das videiras americanas que, por serem mais rústicas, adaptadaram-se bem às condições de clima da região, notadamente ao período chuvoso, que coincide com a época de maturação das uvas. Utilizam-se predominantemente as variedades Jacquez e Bordô (conhecida na região como folha de figo) para a elaboração de vinhos tintos e Niagara branca para vinhos brancos.
Diversos projetos de desenvolvimento de produção de vinhedos e vinhos de variedades viníferas estão sendo realizados.
História

Andradas é, de longa data, considerada a cidade das vinícolas. Herança dos imigrantes, principalmente italianos, que chegaram ao pequeno vilarejo e viram nas lavouras a chance de começar uma nova vida. Levas de descendentes italianos vieram pra cá para trabalhar nas plantações de uva, egressos pela chance de trabalho surgida com a abolição da escravatura. A cidade chegou a ter 40 adegas há trinta anos. Atualmente, apenas oito sobreviveram às adversidades do tempo. É pouco. Existiam mais de 50 famílias ligadas à produção de vinho em Andradas, poucas resistiram. (na foto acima Colheita de uvas em Pirapora, Norte de Minas para produção de vinhos. Fotografia de Sérgio Mourão)
Existem várias versões quanto ao início do plantio da videira no município de Andradas, mas acredita-se ter sido o Coronel José Francisco de Oliveira, o responsável pelo surgimento da uva, no final do século XIX.

Com a chegada dos colonos italianos, incrementou-se o plantio da videira e algumas adegas foram surgindo. Algumas famílias italianas aqui se estabeleceram por volta de 1905 a 1910 – e deram atenção especial às videiras, pois estavam familiarizados com elas, tendo sido esta e a lavoura de café as atrações que os trouxeram. (na foto ao lado espumante São Geraldo, autoria de Sérgio Mourão)

Os parreirais plantados inicialmente, tomaram novo impulso com a chegada destes imigrantes, que arregaçando as mangas, dedicaram-se à cultura da uva e do vinho.

Foi então que surgiram as pequenas adegas, que inicialmente fabricavam o vinho para o próprio consumo. Algumas mais afoitas colocaram seus produtos no mercado e obtiveram uma boa aceitação. Passaram então a fazer uso do vinho como meio de vida, assim surgiram os vinicultores, firmando a produção vinícola neste município.

A história da uva e do vinho em Andradas (foto acima de autoria de Sérgio Mourão) mistura-se portanto, com a história do desenvolvimento do município e do seu povo, que tem a garra e a perseverança como principais qualidades, tornando Andradas conhecida em todo território nacional como a Terra do Vinho. 
Fonte da matéria: Site Academia do Vinho - Ilustrações Nossa.

Nenhum comentário:
Faça também comentários