domingo, 1 de maio de 2016

32 coisas que sentimos falta quando saimos de Minas

Compartilhe:

Um “franguim” com “quiabim”, um “pãozim” de “queijim” e um “cafézim”, fazendo favô.
01. Acordar com o galo do vizinho berrando.
02. Ouvir causos estrambólicos que seu tio escutou da sua prima, que ouviu da vizinha da irmã e te contou, “mas pelo amor de Deus não conta pra ninguém, porque ninguém aqui gosta de conversa fiada”.
03. Dar uma volta pelo coreto da cidade.
04. Ser benzido pela tia-avó ou outro parente distante.
05. Ouvir carretas de som na rua e não se incomodar com o barulho.
06. Visitar cidades com nomes incríveis como: Curraleiro, Formiga, Brejão, Monjolinho e Quintinos.
07. Alguém puxar uma moda de viola, o outro continuar, aí aparece um violão e de repente está todo mundo cantando apaixonado.
08. Presenciar uma discussão entre atleticanos e cruzeirenses.
09. Não tem praia? Bóra pra represa/rio/lagoa/córrego.
10. Ficar na porta de casa vendo as pessoas passarem.
11. E de repente passar uma carroça na rua.
12. E logo depois uma galinha perdida.
13. Toda esquina tem uma sorveteria recheada de sabores exóticos.
14. Chamar um desconhecido para dançar forró e ele aceitar.
15. Xingar alguém chato de “burricido” ou “íngua”.
16. Chamar homem de “sô” e mulher de “sá”.
17. Visitar a “trabanda” (outra banda) da cidade.
18. Falar “trem” e “uai” sem parecer um piadista.
19. Comer carne de lata.
20. Reclamar que uma pessoa está te “ridicando” (regulando) comida.
21. Falar “bobajada” e “bubiça” (besteiras).
22. “Remedar” (imitar) alguém só pra irritar.
23. “Brear” pão de queijo com “dôdileite” (passar doce de leite no pão de queijo).
24. Falar “Berlândia”, “Beraba” e “Berlizonte”.
25. Soltar um “aneeeeim” bem injuriado.
26. Ter uma parente biscoiteira sempre disposta.
27. Comer biscoito frito, broa e pão de queijo, tudo “fresquim”.
28. Comer aquele “franguim” caipira com um “quiabim”.
29. Apreciar um doce de leite feito apenas com leite e açúcar, nada de leite condensado.
30. Saborear doces caseiros como ameixa de queijo, doce de casca, doce de mamão verde e de cidra.
31. Tomar um “cafézim” em toda casa que visitar. Se forem 20 casas, serão 20 “cafézins”.
32. Viver a triste realidade que nenhuma comida é boa como a de Minas Gerais.

Foto acima:Os três mineiros. Fotografia de Glauco Umbelino - Zona rural de São João Del Rei MG                       
Fonte da matéria:https://www.buzzfeed.com/gasparjose/coisas-que-todo-mineiro-sente-falta-quando-sai-de-minas-g?utm_term=.ik9wl270Bx#.nb5JAx82nk

18 comentários:
Faça também comentários
  1. MARAVILHAAAA...ESSA É A MINAS QUE TANTO AMO

    ResponderExcluir
  2. Minas Gerais é um trem bom demais da conta sô! Não há lugar melhor. Amooooo.

    ResponderExcluir
  3. Discordo de quase tudo. Muita coisa aí em cima é coisa de um passado longínquo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pq vc nao viveu a verdadeira Minas Gerais . Melhor lugar do mundo 👏🏿❤

      Excluir
  4. Pra quem mora na capital pode ser diferente agora, mas pra quem mora no interior " é deste tipim só"

    ResponderExcluir
  5. A 5 não concordo, pq a gente se incomoda com o barulgo sim e na 24 é Belzonte kkkk
    Agora o resto tá tudo certim uai. Sê minero é bão dimais da conta sô. Ô trem bão!!

    ResponderExcluir
  6. No meu comentário onde tá escrito barulgo lê-se barulho.

    ResponderExcluir
  7. De algumas eu sinto saudade, da maioria eu não sinto não. A 32ª eu acho que todo mineiro sente saudade. A 8ª eu já vi muito, mas como bom atleticano eu não perco tempo com discussão. Afinal, somos o maior de Minas. E freguês sempre tem razão. Então, para que discussão?

    ResponderExcluir
  8. Acho isquizito mineiro gostávamos de baruio. Só se for os da cidade. Nós num gosta não. Doidera!

    ResponderExcluir
  9. Esse 32 é muito doído mesmo heinnn...

    ResponderExcluir
  10. Amo este estado ! É uma honra poder dezer sô minera Uai !

    ResponderExcluir