Qual é a importância das abelhas para o meio ambiente?

Enxame de Abelhas Africanizadas. Fotografia de Célia Franco

Esses insetos são responsáveis por 80% da polinização em todo o planeta

Você pode gostar ou não delas. Pode achá-las bonitinhas ou ter medo de levar uma ferroada. Porém, uma coisa é fato: as abelhas são muito importantes para o meio ambiente. Mas final, qual é a importância das abelhas para a natureza e para todos nós? 



Quem explica é Patrícia Drumond, pesquisadora da Embrapa Acre. De acordo com Patrícia, cientistas estimam que as abelhas são responsáveis por quase 80% da polinização das plantas cutivadas do planeta. “Polinização é a transferência de material genético da parte masculina para a parte feminina da flor”, explica a pesquisadora. Ela conta que esse é um processo importante na formação de frutos em diversas plantas.




“Um exemplo interessante é o café. Quando cultivado perto de mata, há um aumento de até 15% na produção de grãos”, destaca Patrícia. De acordo com a pesquisadora, esse aumento se deve à presença das abelhas. Mas ela deixa claro que outros animais, como aves, mamíferos e insetos, além de fenômenos naturais, como vento e chuvas podem também espalhar o pólen das flores.



Além desse papel, algumas espécies de abelhas também são responsáveis pela produção de mel. Além de ser um alimento saboroso e com grande quantidade de energia, a substância serve de base para a geração de renda em diversas regiões do país. Tanta importância aumenta a preocupação com a preservação desses insetos. “A manutenção da vegetação natural e a redução do uso de produtos químicos na lavoura são estratégias importantes que permitem a conservação dos polinizadores e da biodiversidade no planeta”, comenta.




Se esses cuidados não forem tomados, os resultados podem ser desastrosos. “Com a extinção das abelhas ou a redução da sua área de distribuição geográfica observaremos uma diminuição na quantidade e na qualidade de frutos e sementes produzidos e, consequentemente, na produção mundial de alimentos ”, alerta Patrícia


Fonte da matéria: Revista Globo Ciência (Quero Saber)

Nenhum comentário:

Postar um comentário