Sapucai-mirim/MG

Sapucaí-Mirim é uma pequena e pacata cidade do Sul de Minas. Sua população recenseada pelo IBGE em 2010 é de 6.241 habitantes. 

Vista parcial da cidade de Sapucai-Mirim, no Sul de Minas. Fotografia de Arnaldo Silva


Sapucaí-mirim, primeiramente denominada Santana do Paraíso e, posteriormente, Sant'Ana do Sapucaí-Mirim, deve a sua origem à penetração dos antigos bandeirantes em busca de minérios na região de Minas Gerais.
O município está situado no vale do rio Sapucaí-Mirim, o qual lhe empresta o nome, e onde se localizam suas nascentes. Seus fundadores, os bandeirantes, que partiram do município paulista de Taubaté em 1853, chegaram a localizar um local denominado Guarda Velha. Como o local confinava com o município mineiro de Camanducaia, existiam, no referido local, muitos posseiros vindos desses municípios confinantes e não tardou que se originassem disputas entre os possiantes de Camanducaia e os desbravadores paulistas, questões essas certamente motivadas pelas divisas de terrenos aposseados. Não obstante essas disputas, os bandeirantes conseguiram se fixar, dando, dessa forma, origem ao povoado que logo se denominou Sant'Ana do Paraíso, tendo, como padroeira, Nossa Senhora de Santana. Assim, logo foi construída a Matriz da Sant'Ana, dada a crescente povoação do lugar.
A doação do patrimônio para a formação do arraial foi feita por Ladislau Pereira de Carvalho e vários outros residentes, os quais, no local escolhido, mandaram edificar uma matriz em honra à padroeira Sant'Ana do Sapucaí-Mirim e ao rio Sapucaí-Mirim, à beira do qual está localizada a atual cidade.
O povoado passou a distrito, em 1877, pela Lei Provincial 2 325, de 13 de outubro, passando a pertencer ao município de Paraisópolis.
A Lei Estadual nº 843, de 7 de setembro de 1923, alterou o nome do distrito para Sapucaí-Mirim. Com esse topônimo, a Lei Quinze, de 17 de dezembro de 1937, elevou o distrito à categoria de município, desmembrando-o de Paraisópolis.

Geografia

Seus limites são Gonçalves a norte, São Bento do Sapucaí (SP) a nordeste, Santo Antônio do Pinhal (SP) a sudeste, Monteiro Lobato (SP) a sul, São José dos Campos (SP) a sudoeste e Camanducaia a oeste.
Sapucaí-Mirim tem a curiosidade de ser, na prática, quase um exclave de Minas Gerais no estado de São Paulo. A menos que se faça uso de algumas estradas vicinais de difícil acesso e tráfego, em péssimo estado na época das chuvas e que fazem a ligação com Camanducaia e Gonçalves, não é possível chegar ao município partindo de qualquer outro ponto de Minas Gerais sem passar por território paulista. Da mesma forma, o principal e mais curto caminho rodoviário da capital de São Paulo à cidade paulista de São Bento do Sapucaí passa por Sapucaí-Mirim, e portanto através de território mineiro. Esta é uma situação semelhante às regiões austríacas de Kleinwalsertal e Jungholz, que só podem ser acessadas por terra a partir da Alemanha, embora ao contrário destas, no caso de Sapucaí-Mirim o acesso rodoviário direto exista - apenas é bem pouco confortável e impraticável em muitos casos. (Fonte: Wikipedia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário