Por que as antigas mesas mineiras tinham uma grande gaveta ?



Você sabe porque as antigas mesas mineiras tinha uma enorme gaveta ?

Ao contrário do que se pensa, tal história não tem nenhuma relação "sovinice","misereza"ou"mesquinhez" e simplesmente acontecia ao medo de delação a Inquisição Portuguesa.

Em meados do século XVII e XVIII os cristãos novos, ou seja, os judeus aqui chegaram e seus descentes "convertidos" ao cristianismo em Portugal em 1492, fato também ocorrido com índios e escravos, parte triste da história do Brasil e do mundo.

Muitas tradições judaicas podem ser observadas no povo mineiro, mas vamos saber por que da mesa com gaveta.
Fotografia de Sérgio Mourão/Encantos de Minas
Os "Cristãos-Novos", ou seja, Judeus que chegaram após o descobrimento utilizava-se desse método para esconder a comida quando chega visita: esse costume, conhecido dos mineiros e relacionado à sovinice, tem outra raiz. É o costume que tinham os cristãos-novos e que passou aos seus descendentes, de guardar a comida que estavam comendo quando chegava um visitante – normalmente um cristão-velho. Para isso, as mesas da copa tinham gavetas.

A raiz desse costume é que muitos cristãos-novos, apesar do batismo forçado, continuavam praticando secretamente a sua religião. E no judaísmo, a comida deve ser kasher, ou seja, a comida recomendada pela Torah, na qual existem alimentos proibidos aos judeus – Levíticos 11 – como, por exemplo, a carne de porco, peixe sem escama, etc.

Dentro desse preceito, há receitas tipicamente judaicas. E se um cristão-velho chegasse de repente à casa e visse essa comida típica, fatalmente o cristão-novo seria reconhecido e denunciado. Por isso, eles guardavam o que estavam comendo nas gavetas, e ofereciam outra coisa ao visitante, como o queijo minas, por exemplo. Esta é a raiz desse costume, que muitos mineiros até brincam a respeito, mas que não está relacionado à sovinice e sim ao medo da delação.

Dentre tantas histórias de nossa Minas Gerais, o povo antigo de Mariana tinha o apelido de gaveteiro coincidência ?

Fonte de pesquisa: http://anussim.org.br/a-influencia-dos-judeus-cristaos-novos-na-cultura-mineira/

36 comentários:

  1. Legal assim sobrava mais comida boa 😁

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somente queijo e goiabada, às vezes pão de queijo, uai,afinal judeu só come torresmo,nada de porco...

      Excluir
  2. Sugere que possamos ser dessedentes de judeus, em nossa região é muito tipa essas mesas em fazendas, interessante gostei da matéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 65% dos sobrenomes brasileiros são de origens judaicas, cabe a cada um fazer uma árvore genealógica para certificar se é vem de origem israelita. Shalom

      Excluir
    2. Vc vai gostar de saber disso
      http://www.jornaliadoed.com.br/2008/03/recife-sinagoga-e-big-apple.html?m=1#.WOLChZ9OnqA

      Excluir

  3. Só não entendi "...parte triste da historia do Brasil e do mundo."
    Pq seria triste conhecer a verdade?
    Matéria interessaste, mais muito voltada ao movimento anticristianista, pois se baseia na visão niilista do Cristianismo.
    Só faltou no final um viva Zaratustra.
    Ou "Assim Falou Zaratustra"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa que ignorância. Vc leu a parte do texto que fala "batismo forçado" e "continuavam praticando secretamente sua religião"?

      "Conhecereis a verdade e ela vos libertará!" É diferente de impor por inquisição, morte na fogueira, assassinato uma dogma carregado de insanidade. Leia sobre a " Inquisição Portuguesa nas colônias", vc vai entender que não há conversão, há uma imposição de uma religião aos povos dominados, em resumo.

      Excluir
    2. A parte triste é que essa perseguição não deveria ter acontecido. E se trata da informação dr pq a mesa tinha gaveta. Não é uma analise.

      Excluir
    3. Na minha regiao aqui do sul todas estas mesas eram padrao com gaveta para gusrdar a toalha da mesa ou talheres.

      Excluir
    4. Aqui no Paraná tb. Minha vó tinha mesa com gaveta e guardava talheres. Era comum em todas as casas.

      Excluir
    5. Aqui no Paraná tb. Minha vó tinha mesa com gaveta e guardava talheres. Era comum em todas as casas.

      Excluir
    6. kkkkkkkkkkk
      por isso Lula foi eleito
      ele discursava uma coisa e a galera enrendia outra.
      Bora voltar a ler e interpretar texto galera

      Excluir
  4. Sei não ... na minha casa servia só para guardar os talheres mesmo ...

    ResponderExcluir
  5. Na casa de meus pais existia essa mesa, mas somente se guardava nela os talheres e isso era o bastante para enchê-la. Não dava para empurrar pratos e outras vasilhas com alimentos que eram servidos para dentro dela. A história de Sabará eu conhecia, mas sempre a considerei como lenda.

    ResponderExcluir
  6. Não tinha a menor idéia.Lembro que na casa de minha avó guardavam se talheres.Na minha ,guardo receitas.

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho uma mesa dessa e guardo toalhas de Natal.

    ResponderExcluir
  8. Daí a importância de se conectar à história. Observamos que tudo está ligado ao tempo histórico e que os fatos isoladamente tomam conotações divergentes dos fatos reais. Muito se fala, mas ao mergulhar na história, os fatos tomam outras dimensões e até podemos trazer a tona toda uma cultura, um modo de vida de uma época.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Minha Nona guardava alho!! Q lembrança boa!!

    ResponderExcluir
  11. NADA MUDA QUANTO AO CONCEITO. ESCONDER A COMIDA É SOVINICE INDEPENDENTE DO ÂNGULO QUE A TENTE JUSTIFICAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta ignorância meu Deus. Os cristãos novos guardavam a comida pra não serem mortos, isso é sovinice ? Sovinice é essa sua ideia de que a pessoa deveria ser morta , mas não guardar a comida que denunciava que ele era judeu. Volte para a escola e aprenda interpretação de texto, isso faz muita falta.

      Excluir
    2. O Manuel Lopes tem dificuldade para interpretar textos.. tá bem claro...Os judeus eram obrigados a aceitar o Cristianismo, eles aceitavam pra não morrer mas continuavam exercendo o Judaismo e comendo suas comidas típicas... quando chegava alguem, eles escondiam e ofereciam queijo mineiro e outras coisas, para não serem denunciados para a Inquisição Portuguesa.

      Excluir
    3. Santa ignorância criada com a santa inquisiçâo.
      A sovinice aparente acontecia porque os cristâos-novos ou marranos de antigamente jamais comiam carne de porco, peixe de pele e muito menos frango a molho pardo.
      Sem dizer os jejuns que fazem no decorrer do ano.
      Isto de nâo querer reconhecer que é um descendente de sefaradita é natural, pois a perseguiçâo da santa inquisição durou sõ trezentos anos...

      Excluir
  12. Massa a utilidade proposta... minha avó mineira e família tinham a gaveta na mesa... quase toda a família aliás tinha uma mesa de cosia ou mais de uma mesa com gavetas... a razão era simples aprenderam a guardar a melhor louça aí ou o melhor faqueiro. ... ou simplesmente as melhores vasilhas de prata ou banhadas a ouro... e lógica seria usar parte do espaço que era de uma mesa...

    ResponderExcluir
  13. Desculpe mas a Inquisicao no Brasil foi uma piada. Aparentemente só houve uma condenação para constar. Nossos costumes eram tão pagaos que era,mais fácil queimar toda,população.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aparentemente, vc disse bem, mas na realidade 500 pessoas foram julgadas e 459 mortas, a maioria pela pratica do judaísmo. As que não foram mortas dessas 500, é que na hora do julgamento se converteram ao catolicismo. No Brasil não havia fogueira, os condenados eram mortos em salas de torturas, eram torturados até a morte.

      Excluir
    2. De onde vc tirou isso ????!
      Está delirando!!!

      Excluir
    3. No mundo português passaram pela inquisiçâo 40.000 pessoaBrasil para Portugal a fim de serem julgadas pela santa inquisiçâo.
      Isto de achar que somente um brasileiro sofreu com a inquisição se deve ao fato de toda a história só ter sido liberada após a criaçâo da Torre do Tombo em Lisboa, antes ficava tudo muito bem santamente escondido.

      Excluir
  14. Imaginava guardarem toalhas de mesa. Na casa se meu sogro, mineiro, guardava sacos de papel e guardanapos.

    ResponderExcluir
  15. Na casa da minha avó a mesa da cozinha era assim, enorme porque eram doze filhos e com gavetas.

    ResponderExcluir
  16. Amizade quer saber, de vero, se descende de família judaica sefaradi? Consulte o dicionário "Sefaradi de Sobrenomes" — autoria de Guilherme Faguenboim, Paulo Valadares e Anna Rosa Campagnano — Edit. FRAIHA. Não tem erro, se o sobrenome da tua família estiver listado ali, possivelmente, vc descende de judeus sefaradis que foram convertidos, maioria na marra, em Portugal/Espanha ali pelos anos 1400 e pico. Saudações.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Em 1492 foi decretada a expulsâo dos judeus da Espanha.
    Em 1496 Portugal pediu a instalaçâo da inquisiçâo e nâo ocorreu expusâo e sim a conversâo obrigatõria, daí o surgimento do cristâo-novo e consequentemente as mesas com gavetôes para esconder a comida diferente que os judeus sefarditas consumiam.

    ResponderExcluir
  19. DE FACTO ASSIM ERA E ASSIM SERA SEMPRE, MINEIRAMENTE ! KKK

    ResponderExcluir