Conheça a história da cachaça e sua chegada a Minas

Acidente com melado levou a bebida a ganhar o nome de pinga e aguardente
Pinga, cachaça, caninha, água ardente, birita, "a marvada". Esses são alguns dos nomes da bebida que é feita por meio da fermentação e destilação do melaço da cana-de-açúcar e virou símbolo de Minas Gerais. Mas será que nasceu no Estado?

A cachaça surgiu no início do século 16, na Província de São Vicente, dentro dos engenhos de açúcar, e sua história é
paralela à história do Brasil. 

O nome Pinga foi dado pelos escravos,que são os principais responsáveis pela criação da bebida, de acordo com o achacier [nome dado ao especialista em cachaças] Manoel Agostinho Lima Novo, 59 anos, autor do livro Viagem ao Mundo da Cachaça (Editora Newbooks).

"Pinga ni mim"   

Por que Pinga? Os escravos tinham que ficar mexendo o caldo de cana-de-açúcar em um tacho de bronze que era levado ao fogo até virar melado, que servia de comida para o gado. Um dia, acidentalmente, o melado azedou e, com medo de castigo, os escravos esconderam a mistura no teto do engenho. 

Com o passar dos dias, o melado, que já estava estragado, fermentou e acabou evaporando o álcool. Como estava guardado em local fechado, a cachaça começou a pingar nos escravos, daí o nome Pinga.

Mas a curiosidade não para por aí. Quando essas gotas de cachaça atingiam as costas feridas dos escravos, causavam ardor, o que gera o nome aguardente. Mas não podia ser só ruim. Os escravos perceberam que ao ingerir o líquido que caía do teto, surgia uma sensação de alegria, sentiam vontade de dançar, então passaram a ingerir a  "bebida da alegria", ou seja, cachaça, com mais frequência.

Minas

Minas hoje é a maior produtora de cachaça artesanal ou de alambique, que é a forma original de se produzir a bebida. Neste processo artesanal, 20% da bebida é perdido para manter a qualidade e o gosto. Mesmo assim, de acordo com o Centro Brasileiro de Referência da Cachaça (CBRC), são produzidos cerca de 1,4  bilhão de litros por ano, dos quais apenas 30% são cachaça de alambique.

A cachaça é a terceira bebida destilada mais consumida do mundo, de acordo com o CBRC. É também o segundo produto mais lembrado quando se refere ao Brasil, ficando atrás apenas do Petróleo da Petrobras.


Fonte do texto:http://noticias.r7.com/minas-gerais/noticias/conheca-a-historia-da-cachaca-e-sua-chegada-a-minas-20120708.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário