32 coisas que todo mineiro sente falta quando sai de Minas Gerais

Um “franguim” com “quiabim”, um “pãozim” de “queijim” e um “cafézim”, fazendo favor.

1. Acordar com o galo do vizinho berrando.

2. Ouvir causos estrambólicos que seu tio escutou da sua prima, que ouviu da vizinha da irmã e te contou, “mas pelo amor de Deus não conta pra ninguém, porque ninguém aqui gosta de conversa fiada”.
3. Dar uma volta pelo coreto da cidade.
4. Ser benzido pela tia-avó ou outro parente distante.
5. Ouvir carretas de som na rua e não se incomodar com o barulho.
6. Visitar cidades com nomes incríveis como: Curraleiro, Formiga, Brejão, Monjolinho e Quintinos.
7. Alguém puxar uma moda de viola, o outro continuar, aí aparece um violão e de repente está todo mundo cantando apaixonado.
8. Presenciar uma discussão entre atleticanos e cruzeirenses.
9. Não tem praia? Bóra pra represa/rio/lagoa/córrego.
10. Ficar na porta de casa vendo as pessoas passarem.
11. E de repente passar uma carroça na rua.
12. E logo depois uma galinha perdida.
13. Toda esquina tem uma sorveteria recheada de sabores eóticos.
14. Chamar um desconhecido para dançar forró e ele aceitar.
15. Xingar alguém chato de “burricido” ou “íngua”.
16. Chamar homem de “sô” e mulher de “sá”.
17. Visitar a “trabanda” (outra banda) da cidade.
18. Falar “trem” e “uai” sem parecer um piadista.
19. Comer carne de lata.
20. Reclamar que uma pessoa está te “ridicando” (regulando) comida.
21. Falar “bobajada” e “bubiça” (besteiras).
22. “Remedar” (imitar) alguém só pra irritar.
23. “Brear” pão de queijo com “dôdileite” (passar doce de leite no pão de queijo).
24. Falar “Berlândia”, “Beraba” e “Berlizonte”.
25. Soltar um “aneeeeim” bem injuriado.
Via saogoncalo.mg.gov.br
26. Ter uma parente biscoiteira sempre disposta.
27. Comer biscoito frito, broa e pão de queijo, tudo “fresquim”.
28. Comer aquele “franguim” caipira com um “quiabim”.
29. Apreciar um doce de leite feito apenas com leite e açúcar, nada de leite condensado.
30. Saborear doces caseiros como ameixa de queijo, doce de casca, doce de mamão verde e de cidra.
31. Tomar um “cafézim” em toda casa que visitar. Se forem 20 casas, serão 20 “cafézins”.
32. Viver a triste realidade que nenhuma comida é boa como a de Minas Gerais.


Fonte:http://www.buzzfeed.com/gasparjose/coisas-que-todo-mineiro-sente-falta-quando-sai-de-minas-g?utm_term=.homEvPvWg#.bnyW9NWPZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário